March 8, 2020

January 22, 2020

Please reload

Postagens Recentes

A Importância do Planejamento Estratégico - ERP Enterprising / Atena

05.09.2019

 

Um planejamento estratégico permite que ideias e procedimentos sejam definidos para que se alcance um objetivo maior, seja ele consolidar a empresa, atingir metas ou sair do vermelho. Para micro e pequenas empresas esse processo representa muito mais do que só uma vantagem competitiva.  

 

Questão de sobrevivência 

 

O principal foco de micro e pequenas empresas é o seu crescimento. Muito mais do que um objetivo, o crescimento é decisivo entre sobreviver ou não. 

Ao contrário do que se pensa, boas práticas e medidas inteligentes são só o início do desenvolvimento real de uma empresa. Se essas ações não forem organizadas de forma estratégica a maior parte de seu potencial é desperdiçado.  Por isso mesmo que o planejamento estratégico é tão importante para esse tipo de empresa, e ao contrario do que muitos pensam, elas tem sim o porte necessário para esse tipo de planejamento. 

 

Mas como realizar esse planejamento afinal? 

 
1) Formalize suas práticas 

O maior conselho para micro e pequenas empresas é a formalização de práticas

Práticas comuns como misturar o planejamento financeiro pessoal e o planejamento financeiro da empresa, ou contar com familiares para operações importantes podem não parecer tão prejudiciais assim, mas são negativas e causam instabilidade nos seus processos. Sem o estabelecimento explícito de processos e a formalização das práticas, seu planejamento estratégico não é estabelecido e não gera resultados. 

 
2) Descentralize as decisões 

É comum sentir que você como dono é o único que tem autoridade para tomar decisões relacionadas à sua empresa, afinal, você é quem mais conhece as necessidades e objetivos do seu negócio, não é? Não exatamente. A centralização das decisões pode até ser eficaz para as atividades rotineiras, mas significa muito pouco para a evolução do seu negócio, e pode ser o ponto fraco da sua empresa em momentos de adversidades. Isso acontece porque mesmo as menores empresas lidam com diversos processos diferentes. Administrar esses processos é papel do gestor, mas não se pode esperar expertise em cada um deles de uma pessoa só. Você pode ter conhecimento dos seus processos de produção e marketing, mas profissionais específicos que cuidam exclusivamente de cada uma dessas áreas com certeza terão mais know-how para tomar decisões mais assertivas e estratégicas. 

 

3) Estabeleça um objetivo  

Uma empresa pode ter diversos objetivos, sendo eles classificados de acordo com a sua importância. Por exemplo, melhorar o atendimento pós-venda e atingir uma meta de novos contatos podem ser os objetivos do período, mas com certeza algum dos dois terá uma maior importância. Seus objetivos também devem ser preciso e prático. “Aumentar as vendas em 20%”, por exemplo, é um objetivo vago. O que faria realmente as suas vendas aumentarem em 20%? Quais os departamentos, ações, investimentos e funcionários envolvidos nessa tarefa? Uma vez que esses fatores estejam estabelecidos, você terá uma visão muito mais clara do planejamento estratégico integrado necessárias para atingir seus objetivos. 

 
4) Atualize-se 

Outro item que é de suma importância mas não recebe atenção suficiente é a atualização tecnológica de processos, sejam administrativos, de produção ou de venda. 

Num mercado onde cada vez mais micro e pequenas empresas nascem (e fecham), seu produto ou serviço não será o único com as funcionalidades que você oferece. Processos inovadores e atualizados são uma das únicas garantias de valor competitivo para sua empresa, e são parte principal de um planejamento estratégico. 

 
5) Adapte-se 

Uma vez que você tenha estabelecido seus processos e objetivos de forma clara e assertiva, esteja pronto para mudá-los a qualquer momento, conforme a movimentação do mercado. Não fique engessado nos processos, adapte-se às mudanças do mercado sempre que for preciso. Mudar seus objetivos não representa fraqueza e insegurança – a estagnação é um dos principais fatores que levam a falência, seja de microempresas ou multinacionais.  

 

 

Share on Facebook
Please reload

Redes Sociais
Please reload

Tags
Please reload

Arquivo
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon

© 2017 por Enterprising Consultoria